Revista ProCampo - Uma Leitura Produtiva

 

 
de 2017.   51ª Edição (Agosto/Setembro)  
Publicidade

Anuncie Aqui!

Notícias

 

08.07.2014 - 09:02

Polo de Manga

Ao todo, 17 municípios abrangem o polo no Espírito Santo, que destina sua produção principalmente para indústria deprocessamento de  polpa de frutas

Até o ano de 2007, praticamente toda a manga produzida aqui no Espírito Santo era vendida a preços irrisórios, cerca de R$ 1,00 a caixa de 24 kg, onde era comercializada principalmente para intermediários, que revendiam a produção para o comércio varejista e algumas pequenas indústrias da região.
Com a inauguração da fábrica de processamento de polpa de frutas no município de Linhares, a Trop Frutas do Brasil, juntamente com todo o arranjo produtivo para produção da fruta nos municípios de abrangência do Polo de Manga, através do Comitê Gestor do Pólo de Manga, instituído pela Seag - Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, a fruta passou a ser mais valorizada.

Preço

Hoje a produção de manga se tornou um negócio muito importante para os produtores do Noroeste Capixaba. O preço acordado com a indústria para a atual safra (2013/14) foi de R$ 14,40 a caixa de 24 kg, mediante contrato firmado com o aval do referido Comitê. A área plantada vem crescendo gradativamente a cada ano, e as perspectivas para a comercialização da fruta na próxima safra são excelentes, devido ao aumento da demanda por parte das indústrias de polpa de frutas e sucos, que consome a maior parte da produção da fruta. Existe também a entrega da fruta para a Ceasa, para agroindústrias familiares de polpa de frutas e para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).
Atualmente, a área do Polo tem com um total de 1.900 hectares plantados e 250 novos hectares em fase de implantação.
O Polo de Manga abrange ao todo 17 municípios do Noroeste do Estado, sendo eles: Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Águia Branca, São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte, Mantenópolis, Alto Rio Novo, Pancas, Marilândia, Colatina, Baixo Guandu, Laranja da Terra, São Roque do Canaã, Itarana, Itaguaçu, Governador Lindenberg e Santa Teresa.

Artigo publicado na 50ª edição (Jun/Jul 2014) da revista ProCampo
por Izaias Bregonci
Seag/Gep Fruti
izaias@seag.es.gov.br
É proibida a reprodução total ou parcial sem autorização expressa dos editores ou do autor.


Edições Anteriores

23.09.2014 - 12 de outubro. Dia do Engenheiro Agrônomo

23.09.2014 - O mosaico do mamoeiro e o mamão de quintal

23.09.2014 - Parasitos: Importantes vilões da produção pecuária

23.09.2014 - Três cultivares de café conilon são protegidas pelo Incaper

23.09.2014 - A certificação fairtrade no café


 voltar  |  topo  |  home

Publicidade

 

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

 

Parceiros

 
  • Cedagro
  • Defagro
  • Midas
  • Cooabriel
  • Incaper
  • Seea
  • Senar
  • CCA-Ufes

Revista ProCampo - A Revista do Agronegócio Capixaba

Endereço: Rua Vinte e Dois de Abril, 09 - B.N.H. - Linhares/ES - 29902-180

Telefone: (27) 3373-3424 // 9984-5808

Email: procampo@revistaprocampo.com.br

"Criando sua empresa na internet"