Revista ProCampo - Uma Leitura Produtiva

 

 
de 2017.   51ª Edição (Agosto/Setembro)  
Publicidade

Anuncie Aqui!

Notícias

 

08.07.2014 - 09:20

Poda programada do conilon, no arábica

Aumento na produtividade e redução na mão de obra, com a colheita, são as principais vantagens

Há seis anos o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural, Incaper, iniciou a prática da poda programada na variedade arábica. Os experimentos começaram a partir da curiosidade do produtor Ademar Luiz Franskoviak, da fazenda São Luíz, em Alto Mutum Claro, no município de Baixo Guandu, no noroeste capixaba, que resolveu testar a poda programada do conilon, no arábica. Desenvolvida por uma equipe de pesquisadores do Incaper, o experimento foi realizado com seis tratamentos de poda nas lavouras de arábica da propriedade do senhor Ademar. O objetivo era saber de que maneira o café arábica se comportaria diante desse manejo. E a resposta foi satisfatória. O coordenador da pesquisa, Abraão Carlos Verdin Filho explica que os resultados demonstraram aumento na produtividade em cerca de 35% e aumento do rendimento de colheita em até 50%.
"Entre os principais resultados obtidos com a Poda Programada do Café Arábica estão o aumento de produtividade em até 35% e a redução da mão de obra em até 50% na colheita”, informou o pesquisador do Incaper. Verdin acrescentou ainda que em um hectare de café arábica no qual se utiliza a poda tradicional o rendimento da colheita costuma ser de 5 a 7 sacos por dia. Já com a utilização da Poda Programada, um trabalhador colhe de 12 a 14 sacos diários.
O pesquisador destaca ainda outros aspectos importantes da nova tecnologia aplicada ao arábica, entre elas maior uniformidade na maturação dos frutos, facilidade de manejo da poda e diminuição da bienalidade, característica do café arábica de produzir mais em um ano e menos em outro ano, levando assim a uma maior estabilidade de produção todos os anos. Destaque ainda para sustentabilidade ambiental, econômica e social. “Com a aplicação da técnica a lavoura fica mais limpa e arejada, levando, assim, a menores incidências de pragas e doenças, como exemplo, a ferrugem. Dessa forma, o custo de produção é menor. Além disso, existe uma melhoria da qualidade do café, o que gera mais renda para o produtor rural”, disse Verdin.

Produtor comemora resultados

O desenvolvimento da nova tecnologia de poda para o café arábica é visto com bastante otimismo pelo produtor rural Ademar Luiz Franskoviak, pioneiro no uso da tecnologia. “Para o café de montanhas, que tem que ser colhido manualmente, a Poda Programada será uma grande revolução”. No início, Ademar aplicou a técnica em parte da lavoura e depois, aos poucos, foi ampliando para toda a área plantada de arábica. O produtor conta que tinha muita dificuldade na colheita do café arábica, mas, com a poda programada. esse processo foi facilitado. “Houve maior uniformidade na maturação dos frutos e aumento da produção, com talhões chegando a 100 sacas por hectare. Antes da utilização da Poda Programada, a produção era menor”, disse. Ademar acrescentou ainda que, com o tempo, seus vizinhos também têm utilizado gradualmente essa técnica.

O passo a passo da poda programada

O pesquisador Abraão Carlos Verdin Filho, explica que os principais pontos da técnica são retirar a saia (ramos plagiotrópicos) que produziram mais de 70% de sua capacidade produtiva para o ano; e introduzir em média 3 hastes ortotrópica (galhos) por planta.
Ainda segundo Verdin, o passo a passo do processo de poda programada para o arábica também inclui manter dois a três galhos na hora de fazer a desbrota e arqueamento da muda para induzir à produção.

Disseminando a nova tecnologia

Para validar a nova tecnologia, que apresentou resultados satisfatórios a uma altitude de 640 metros, o próximo passo será a implantação, por técnicos do Incaper, de unidades de observação em cerca de 30 municípios , espalhados nas regiões sul, serrana e noroeste do Espírito Santo, que produzem a variedade do café arábica. “É necessário que os extensionistas do Incaper validem essa tecnologia em seus municípios, conforme suas especificidades topográficas, altitudes, condições climáticas e condições das lavouras em produção e a serem implantadas. Somente depois dos resultados dessa análise prática e de outros trabalhos de pesquisa, a Poda Programa do Café Arábica será, de fato, recomendada aos produtores rurais das diferentes regiões do Espírito Santo”, afirmou o pesquisador do Incaper e Coordenador do Programa Estadual de Cafeicultura, Romário Gava Ferrão. Romário acrescentou ainda que uma vez validada, a nova tecnologia irá contribuir muito para o Programa Renovar Café Arábica, implantado pelo Incaper desde 2008, e para a sustentabilidade da cafeicultura de Montanhas do Espírito Santo.
Para o extensionista do Incaper do município de Castelo, Marcos Vinco, essa tecnologia está sendo desenvolvida em um momento importante para os produtores de café arábica. “Por meio da Poda Programada do Café Arábica, percebemos que o produtor terá mais ganhos, mais produção e qualidade, o que contribui para animar os cafeicultores”, falou Marcos.
Paralelo ao trabalho que será realizado pelos extensionistas em seus municípios de atuação, o Incaper ofereceu, no inicío do ano, um treinamento para 38 técnicos de 30 municípios que cultivam café arábica. “A finalidade é cada técnico levar a técnica para seus municípios. Foram verificadas diversas vantagens no sistema, mas para explicar melhor estamos preparando um Boletim Técnico que sairá entre 30/40 dias”, conclui Verdin.

Matéria publicada na 50ª edição (Jun/Jul 2014) da revista Procampo
por Rosimeri Ronchetti
Jornalista
rronquetti@hotmail.com
É proibida a reprodução total ou parcial sem autorização expressa dos editores ou da autora.


Edições Anteriores

23.09.2014 - 12 de outubro. Dia do Engenheiro Agrônomo

23.09.2014 - O mosaico do mamoeiro e o mamão de quintal

23.09.2014 - Parasitos: Importantes vilões da produção pecuária

23.09.2014 - Três cultivares de café conilon são protegidas pelo Incaper

23.09.2014 - A certificação fairtrade no café


 voltar  |  topo  |  home

Publicidade

 

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

 

Parceiros

 
  • Cedagro
  • Defagro
  • Midas
  • Cooabriel
  • Incaper
  • Seea
  • Senar
  • CCA-Ufes

Revista ProCampo - A Revista do Agronegócio Capixaba

Endereço: Rua Vinte e Dois de Abril, 09 - B.N.H. - Linhares/ES - 29902-180

Telefone: (27) 3373-3424 // 9984-5808

Email: procampo@revistaprocampo.com.br

"Criando sua empresa na internet"