Revista ProCampo - Uma Leitura Produtiva

 

 
de 2017.   51ª Edição (Agosto/Setembro)  
Publicidade

Anuncie Aqui!

Notícias

 

05.01.2011 - 12:26

Bonsai, beleza pura

Uma réplica artística de uma árvore natural, em miniatura. Uma verdadeira obra de arte

Difícil achar quem nunca parou para prestar atenção num bonsai. Seu tamanho reduzido e seu caule retorcido indicam, de cara, que o bonsai é a miniatura de uma árvore. E é.

Para ser bonsai de verdade, a planta deve ser uma réplica artística de uma árvore natural, em miniatura.

Em “Cultivo y Cuidados del Bonsai”, tradução do original “The essentials of bonsai” de Donald Richie, Bon significa bandeja ou recipiente, sai é um substantivo cujo significado é planta, e a palavra  bonsai expressa o cultivo de uma árvore num vaso.

Conforme a enciclopédia Wikipédia, apesar da forte associação entre o cultivo de bonsai e a cultura japonesa, na verdade foram os chineses os primeiros a cultivar árvores e arbustos em vasos de cerâmica. Há provas que, já em 200 d.C. os chineses cultivavam plantas envasadas (mais conhecidas como Penjing) como prática habitual da sua atividade de jardinagem.

O bonsai precisa de rega controlada, de ambiente ensolarado, terra fértil (adubada), parcialmente trocada, as raízes são cortadas, os galhos podados e conduzidos por arame para apresentar as características de uma árvore em seu habitat natural.

Talhado

Ele nasceu na roça, trabalhou desde cedo ajudando os pais e hoje o mateense Dario Martin é um exemplo talhado do agricultor que gosta mesmo de plantas. Como negócio cultiva pimenta-do-reino (é um dos pioneiros na região norte do Espírito Santo) e café conilon, em sua fazenda Lagoa Seca. Aliás, nem bem chega à sua fazenda, localizada no quilômetro 29 da Rodovia São Mateus – Nova Venécia, Dario Martin, 91 anos, vai logo visitar e apreciar seus bonsais, antúrios, bromélias e orquídeas.

Dario revela que a paixão e o hobby que tem pelo bonsai começaram com uma buganvília – Bougainvillea glabra.

“Ganhei meu primeiro bonsai no final dos anos 80. Era um pau – jacaré (Pithecolobium tortum Mart). Presente do Claudio Hess”, lembra.

Ele aprendeu a técnica com Claudio há 20 anos e hoje é um especialista em produção de bonsais de Pithecolobium, uma leguminosa, conhecida popularmente como jacaré, tararé, angico branco, jurema e vinhático de espinho.

“Hoje tenho uma coleção com cem plantas de sete espécies diferentes, a maioria (70%) de jacaré”, ressalta Dario.

“Interessante no Dario é que ele fez o bonsai da bugavília desconhecendo a técnica”, disse o eng. mecânico Claudio Hess, aposentado, bom de prosa, morador no balneário de Guriri, cuidando da coleção de bonsais que trouxe do Rio de Janeiro, sua terra natal, e oferecendo cursos na arte do cultivo de bonsai (27 8127-8486).

Ainda de acordo com Cláudio, o “Dario foi um aluno que virou mestre. É uma pessoa muito dedicada a ponto de montar um Jardim Botânico na sua propriedade Lagoa Seca”, revela.

Há que ressaltar, que o bonsai, transforma árvores em verdadeiras obras de arte.

Matéria publicada na 29ª edição (Dez/Jan 2011) da revista ProCampo
Por Antonio de Pádua Motta
Editor revista ProCampo
apmotta@revistaprocampo.com.br


Edições Anteriores

23.09.2014 - 12 de outubro. Dia do Engenheiro Agrônomo

23.09.2014 - O mosaico do mamoeiro e o mamão de quintal

23.09.2014 - Parasitos: Importantes vilões da produção pecuária

23.09.2014 - Três cultivares de café conilon são protegidas pelo Incaper

23.09.2014 - A certificação fairtrade no café


 voltar  |  topo  |  home

Publicidade

 

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

 

Parceiros

 
  • Cedagro
  • Defagro
  • Midas
  • Cooabriel
  • Incaper
  • Seea
  • Senar
  • CCA-Ufes

Revista ProCampo - A Revista do Agronegócio Capixaba

Endereço: Rua Vinte e Dois de Abril, 09 - B.N.H. - Linhares/ES - 29902-180

Telefone: (27) 3373-3424 // 9984-5808

Email: procampo@revistaprocampo.com.br

"Criando sua empresa na internet"