Revista ProCampo - Uma Leitura Produtiva

 

 
de 2017.   51ª Edição (Agosto/Setembro)  
Publicidade

Anuncie Aqui!

Notícias

 

23.02.2011 - 10:49

Projeto Tamar

O Projeto Tamar - ICMBio foi criado em 1980, pelo antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal - IBDF, que mais tarde se transformou no Ibama-Instituto Brasileiro de Meio Ambiente. Hoje, é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho sócio-ambiental.
A missão do Projeto Tamar é proteger as tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil. Com o tempo, porém, tornou-se evidente que o trabalho não poderia ficar restrito às tartarugas, pois uma das chaves para o sucesso desta missão seria o apoio ao desenvolvimento das comunidades costeiras, de forma a oferecer alternativas econômicas que amenizassem a questão social, reduzindo assim a pressão humana sobre as tartarugas marinhas.
As atividades são organizadas a partir de três linhas de ação: conservação e pesquisa aplicada, educação ambiental e desenvolvimento local sustentável. Desde o início, o Projeto desenvolve técnicas pioneiras de conservação e desenvolvimento comunitário, adequadas às realidades de cada uma das regiões onde mantém suas bases.
Ao proteger as tartarugas, promove também a conservação dos ecossistemas marinho e costeiro e o desenvolvimento sustentável das comunidades. Estratégia de conservação conhecida como espécie-bandeira ou espécie-guarda-chuva.
No Espírito Santo o Tamar atua nos municípios de Conceição da Barra, São Mateus, Linhares, Aracruz, Serra, Vitória, Vila Velha, Guarapari e Anchieta.
Em São Mateus, a base fica no balneário de Guriri e conta com a estrutura de um Centro de Visitantes/Museu Aberto das Tartarugas Marinhas que recebe cerca de 70 mil visitantes/ano.
Entre os principais atrativos estão um aquário e quatro tanques de observação de tartarugas, sala de vídeo, e exposição de réplicas e silhuetas em tamanho natural das cinco espécies de tartarugas marinhas.
Na atual temporada reprodutiva a Base de Guriri registrou 249 desovas, das 1.706* registradas em todo o Espírito Santo. Durante o verão são organizadas solturas de filhotes no final da tarde, que é popularmente conhecido como show das 17h (cinco), momento único que mostra a caminhada dos filhotes em direção ao mar.

Artigo publicado na 30ª edição (Fev/Mar 2011) da revista ProCampo
Por Marcus Vinícius da Silva Vilaça 
Projeto Tamar-ICMBio/Fundação Pró-Tamar
Executor da Base do Tamar de Guriri - São Mateus (ES)
marcus@tamar.org.br


Edições Anteriores

23.09.2014 - 12 de outubro. Dia do Engenheiro Agrônomo

23.09.2014 - O mosaico do mamoeiro e o mamão de quintal

23.09.2014 - Parasitos: Importantes vilões da produção pecuária

23.09.2014 - Três cultivares de café conilon são protegidas pelo Incaper

23.09.2014 - A certificação fairtrade no café


 voltar  |  topo  |  home

Publicidade

 

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

 

Parceiros

 
  • Cedagro
  • Defagro
  • Midas
  • Cooabriel
  • Incaper
  • Seea
  • Senar
  • CCA-Ufes

Revista ProCampo - A Revista do Agronegócio Capixaba

Endereço: Rua Vinte e Dois de Abril, 09 - B.N.H. - Linhares/ES - 29902-180

Telefone: (27) 3373-3424 // 9984-5808

Email: procampo@revistaprocampo.com.br

"Criando sua empresa na internet"