Revista ProCampo - Uma Leitura Produtiva

 

 
de
Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/index.php on line 280
2018.
  51ª Edição (Agosto/Setembro)  
Publicidade


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!

Notícias

 

18.04.2011 - 10:56

Vacinação contra febre aftosa

Proibição do uso da vacina contra a febre aftosa em equideos, suídeos, ovinos, caprinos e outras espécies

As espécies reconhecidas como susceptíveis à febre aftosa são os animais biungulados domésticos ou selvagens.  Assim, a febre aftosa é considerada uma infecção natural dos bovinos, ovinos, bubalinos, caprinos, suideos, bisontes, javalis, camelos, lhamas, alpacas, vicunhas, guanacos, antílopes, cervos e veados.

Entre os não biungulados foi demonstrada a suscetibilidade de elefantes e dos carpinchos (Hidrochoerus hydrochoeris).

Nos humanos a ocorrência é excepcional.

A Instrução Normativa Mapa nº 44, de 2 de outubro de 2007, aprova as diretrizes gerais para a Erradicação e a Prevenção da Febre Aftosa, a serem observadas em todo o Território Nacional, com vistas à implementação do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA) e no Capítulo V Art. 15, dispõe sobre a vacinação. Nº Art. 17, inciso II, a seguir transcrito: “a vacinação sistemática e obrigatória, em áreas definidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Mapa, deve ser realizada em bovinos e bubalinos de todas as idades. É proibida a vacinação de caprinos, ovinos e suínos e de outras espécies susceptíveis, salvo em situações especiais com aprovação do Mapa”.

A seguir descreveremos as peculiaridades de cada espécie, razão pela qual e com muito embasamento técnico-científico, o Mapa proíbe a vacinação nas mesmas:

Equídeos - Todos os solípedes (equídeos) são resistentes à enfermidade (Olascoaga et al, 1999).

Suídeos - Os suídeos são altamente susceptíveis, porém não respondem bem à vacinação. Numerosos estudos tem sido realizados, sendo encontradas várias discordâncias. Os resultados da vacinação dos suínos são inconsistentes ou medíocres. Lucam e cols, 1962, utilizaram vacinas monovalentes em doses que variavam de 1,4, 16 e 64 ml. Os resultados desses experimentos mostraram que para conseguir 50 % de proteção contra a generalização podal com uma só dose de vacina, era necessário aplicar uma dose de 51 ml, ou seja, 30 vezes a dose usada para proteger 100% dos bovinos.

Com base no comportamento da febre aftosa em suínos e das modalidades de manejo, se pode concluir que não se justifica incluir a vacinação sistemática dos suínos nos programas oficiais. Ressaltamos que a educação Sanitária adquire grande relevância e que os criadores devem ser esclarecidos e orientados para manter as explorações de bovinos separadas. Inclusive com cuidados higiênicos sanitários e entrada controlada de alimentos, pessoas, utensílios, etc. Nesses casos a vacinação seria realizada só em situações de risco, correspondendo às autoridades sanitárias manter um estoque de vacina oleosa de emulsão dupla para uso oportuno.

É importante ressaltar ainda que, a introdução da febre aftosa em suínos geralmente ocorre através da alimentação. Dessa forma a febre aftosa em suínos pode ser considerada como consequência da doença em bovinos e ovinos. Não se pode deixar de destacar que o suíno tem um grande papel de multiplicador do vírus em função de sua alta susceptibilidade, capacidade de multiplicação viral e consequente eliminação em concentrações elevadas.

Por este motivo é chamado amplificador da doença. Por exemplo: se o bovino elimina 10² unidades de vírus, quando ele passa ao suíno, são eliminadas 10.100 unidades de vírus no ambiente.

Ovinos e caprinos - Os ovinos apresentam boa resposta imunológica à vacinação. O problema da vacinação dessa espécie teve importância em países como a Grécia com uma população de ovinos e caprinos superior a 15 milhões de cabeças em comparação com a de bovinos em torno de 1,2 milhões. Nestes casos foi considerada importante a vacinação. Porém como a doença é relativamente benigna em ovinos e caprinos, deve-se considerar o aspecto epidemiológico de evitar criar ovinos e caprinos junto com bovinos.

Assim sendo, a estratégia adotada pelo Mapa é a vacinação da população bovina, obtendo o controle da doença com ausência da manifestação clinica e assim pode-se eliminar a febre aftosa sem a necessidade dessas espécies.

Artigo publicado na 31ª edição (Abr/Mai 2011) da revista ProCampo
por Telma Regina de Oliveira e Paula
Médica Veterinária – Fiscal FederalAgropecuário
Serviço de Inspeção e Saúde Animal – SISA
telma.paula@agricultura.gov.br


Edições Anteriores

23.09.2014 - 12 de outubro. Dia do Engenheiro Agrônomo

23.09.2014 - O mosaico do mamoeiro e o mamão de quintal

23.09.2014 - Parasitos: Importantes vilões da produção pecuária

23.09.2014 - Três cultivares de café conilon são protegidas pelo Incaper

23.09.2014 - A certificação fairtrade no café


 voltar  |  topo  |  home

Publicidade

 


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!

 

Parceiros

 

    Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/parceiros.php on line 9
  • Midas
  • Cooabriel
  • Incaper
  • Seea
  • Senar
  • CCA-Ufes
  • Cedagro
  • Defagro

Revista ProCampo - A Revista do Agronegócio Capixaba

Endereço: Rua Vinte e Dois de Abril, 09 - B.N.H. - Linhares/ES - 29902-180

Telefone: (27) 3373-3424 // 9984-5808

Email: procampo@revistaprocampo.com.br

"Criando sua empresa na internet"