Revista ProCampo - Uma Leitura Produtiva

 

 
de 2017.   51ª Edição (Agosto/Setembro)  
Publicidade

Anuncie Aqui!

Notícias

 

04.11.2011 - 09:50

A história do Border Collie

O Border Collie é uma raça que foi desenvolvida exclusivamente para o trabalho, há milênios, em sua luta pela vida, o homem tem selecionado cães para ajudá-lo em suas atividades pastoris. Originário da Grã-Bretanha onde ter um cão pastor eficiente sempre foi questão de sobrevivência econômica pois, desde a antiguidade os britânicos viviam pastoreando em zonas de montanhas íngremes, pedregosas e sem cercas, o que torna o trabalho a cavalo impossível e a movimentação a pé inútil. Perder parte do rebanho significava a perda de importante suprimento de carne e lã o que ameaçava a manutenção daquelas famílias. Por essa necessidade surgiu o Border Collie, reconhecido como o melhor cão pastor do mundo, companheiro inseparável dos pecuaristas Britânicos e, atualmente, dos homens do campo do mundo todo.

Estes cães eram conhecidos como Coliedogs, crê-se que o nome “collie” é derivado de uma palavra Gaélica que significava útil, outros afirmam que “coolie” vem desta palavra em Inglês que significa trabalhador.

Em 1873 ocorreu a primeira prova de pastoreio da história em Bala no País de Gales. O País de Gales se tornou muito conhecido pelo trabalho de pastoreio e é onde ocorre o maior número de provas de pastoreio no mundo ainda hoje.

No ano de 1906 ocorreu o primeiro International Supreme Championship sediado na Escócia. Neste mesmo evento foi fundada a International Sheep Dog Society (ISDS) por alguns pastores que se distinguiam como treinadores, com o intuito de classificar os animais pela sua capacidade de trabalho. A ISDS é ainda hoje a proprietária do Stud Book que registra os cães de trabalho e que organiza os SheepdogTrials, os campeonatos de pastoreio.

Em 1918, James Reid, secretário da ISDS, acrescentou pela primeira vez a palavra “Border” ao que então era conhecido apenas como “collie”, fixando assim o nome da raça: Border Collie, “collie da fronteira”.

Em 1970 aconteceu a primeira exportação de Border Collie, que tomou rumo ao continente Europeu seguindo de lá para o resto do mundo.

Em 1976 o Kennel Club (FCI) reconheceu o Border Collie como uma raça padronizada e assim se iniciou as exposições de beleza canina para o Borde Collie.

O Border Collie é um pastor por natureza, seu instistinto para o pastoreio é uma derivação do institinto da caça.

Como reconhecer se o seu Border Collie tem instinto para o trabalho:
1 – Ele corre atrás de carros?
2 – O cão tenta cercar seu carro ao entrar ou sair da casa?
3 – Tenta pegar pássaros?
4 – Ele gosta de rodear você enquanto passeiam?
5 – Ele fica observando o gato e se possível o empurra com o nariz
6 – Ele circunda outros cães e para na posição clássica enquanto outros brincam?
7 – Ele coloca crianças no mesmo canto e tenta mantê-las juntas?
Se o seu cão faz alguma das coisas citadas acima, pode estar certo de que o seu cão está procurando por trabalho ou o que para ele é trabalho de verdade.

Quanto ao trabalho como rebanho o Border Collie possuí um método único de lidar com os animais, ele fixa o olhar no rebanho e se aproxima agachado como um lobo ou cão de caça, sem nunca desviar o olhar do animal que parece “hipnotizado” pelo cão, esta característica do Border Collie é chamada entre os criadores de “powereye” (olhos poderosos).

Sua utilização por pecuaristas no dia a dia das fazendas vem se tornando cada vez mais comum e necessária, justamente pela sua eficiência no trabalho. Parceiro dedicado e extremamente fiel ao seu dono, ou condutor, tem conquistado no mundo todo um posto de destaque no meio rural, ainda mais quando analisamos a capacidade, custo-benefício e produtividade. Economizando e potencializando a mão de obra rural.

O Border Collie foi criado para ter o cérebro mais inteligente do mundo entre todos os outros cães, ele necessita gastar a sua energia em exercício que o façam raciocinar e não em uma simples caminhada. Desafiando seu cérebro por 20 minutos vai cansá-lo mais do que duas horas numa extensiva caminhada. São cães ativos, dinâmicos e ágeis além de muito trabalhadores.

A raça também vem se destacando além do trabalho em esportes como o Agility, Flyball, Frisbee. Por ter um temperamento brincalhão, foi classificado no ranking da A&E de cães para família em terceira colocação como uma das melhores raças para famílias.


Artigo publicado na 34ª edição (Out/Nov 2011) da revista ProCampo
por Paula Barroso Brito
Médica Veterinária, especialista em criação
de cães de pastoreio e guarda de rebanho
paula.barroso.brito@gmail.com


Edições Anteriores

23.09.2014 - 12 de outubro. Dia do Engenheiro Agrônomo

23.09.2014 - O mosaico do mamoeiro e o mamão de quintal

23.09.2014 - Parasitos: Importantes vilões da produção pecuária

23.09.2014 - Três cultivares de café conilon são protegidas pelo Incaper

23.09.2014 - A certificação fairtrade no café


 voltar  |  topo  |  home

Publicidade

 

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

 

Parceiros

 
  • Cedagro
  • Defagro
  • Midas
  • Cooabriel
  • Incaper
  • Seea
  • Senar
  • CCA-Ufes

Revista ProCampo - A Revista do Agronegócio Capixaba

Endereço: Rua Vinte e Dois de Abril, 09 - B.N.H. - Linhares/ES - 29902-180

Telefone: (27) 3373-3424 // 9984-5808

Email: procampo@revistaprocampo.com.br

"Criando sua empresa na internet"