Revista ProCampo - Uma Leitura Produtiva

 

 
de
Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/index.php on line 280
2018.
  51ª Edição (Agosto/Setembro)  
Publicidade


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!

Notícias

 

04.11.2011 - 11:06

Fusariose da pimenteira-do-reino é controlável com nim indiano

Pesquisa comprova que o uso de folhas de nim aplicadas na formação das mudas é 100% eficaz no controle da doença

Uma especiaria famosa mundialmente, um fungo fatal louco por ela, as folhas que combatem o mal: a trama de uma nova tecnologia. Pode parecer, mas não é um enredo de ficção científica. Embora o teor dessa história seja de cunho científico, remete a reais resultados de pesquisa, considerados dos mais impactantes e inovadores no universo da pipericultura nacional dos últimos tempos.

A citação entre aspas reproduz uma das mensagens postadas no perfil da Embrapa Amazônia Oriental (Belém/PA) no Twitter, em junho de 2011, durante a campanha de divulgação do lançamento da metodologia que utiliza folhas de nim indiano no controle alternativo da fusariose em mudas de pimenteira-do-reino (Piper nigrum L.), uma planta também de origem indiana.  

É uma metodologia sem similar no mundo. Nunca antes se usou o nim dessa forma, associando-o ao controle de doença da pimenteira-do-reino. A mistura de folhas trituradas de nim (Azadirachta indica A. Juss.) no solo onde as mudas crescem permite que sejam transplantadas para o campo totalmente livres da fusariose. As mudas sadias, associadas a boas práticas de cultivo, otimizam a vida útil do pimental.

É uma tecnologia limpa, orgânica, de aplicação simples. Além de permitir a implantação de novos pimentais com material propagativo sadio, retarda o aparecimento natural da fusariose no campo e diminui sua disseminação para novas áreas de plantio.

A fusariose é causada por um fungo presente no solo, o Fusarium solani f. sp. piperis. Também chamada de podridão de raízes, a doença atormenta os pipericultores brasileiros há 50 anos. Detectável em quase todos os cultivos, dizima pimentais e causa prejuízos que não ocorrem no exterior, pois em outros países produtores está sob controle.

O fato de não haver cultivares comerciais resistentes, nem tratamento químico eficaz contra o fusarium, potencializa ainda mais os benefícios da nova tecnologia, especialmente para agricultores familiares e pequenos produtores (a grande maioria dos pipericultores do Brasil) porque, além de comprovadamente eficaz, é metodologia de baixo custo de adoção.

A eficácia do nim

“O uso de folhas de nim indiano é 100% eficaz no controle da fusariose quando aplicadas na formação das mudas”, afirma Célia Regina Tremacoldi, engenheira agrônoma, doutora em Fitopatologia, pesquisadora da Embrapa Amazônia Oriental e responsável pela tecnologia.
A pesquisadora revela que a vida útil de um pimental pode ser superior a 12 anos, mas em áreas de fusariose não tem passado de cinco ou seis anos. “Se as mudas forem transplantadas doentes, esse tempo diminui mais ainda: já no primeiro ou, no máximo, segundo ano o produtor perde metade do plantio”, alerta.

O benefício do nim indiano não se restringe a livrar as mudas do ataque do fungo responsável pela fusariose. Além de proteger contra a doença, faz com que as mudas se desenvolvam melhor e fiquem mais fortes que outras preparadas sem nim.

“O controle total da doença nas mudas já ocorre com 10g/l de folhas de nim frescas ou secas trituradas incorporadas no solo. Mas recomenda-se a incorporação de 50g/l por promover, além da proteção à doença, um melhor desenvolvimento das mudas”, esclarece Célia Tremacoldi.
O uso do nim indiano no controle de pragas, especialmente insetos nocivos, tem sido mais estudado e praticado do que no controle de doenças das plantas. “As poucas pesquisas disponíveis sobre nim no combate a doenças de plantas estão concentrados mais na última década”, informa a fitopatologista, que com seus experimentos tornou-se pioneira no uso do nim associado à pimenteira-do-reino para controlar a podridão das raízes nas mudas de Piper nigrum L.

Panorama da pipericultura

- O Vietnã é hoje o maior produtor e exportador de pimenta-do-reino, seguido da Índia, do Brasil e da Indonésia.

- Em 2010, de acordo com dados do IBGE, o Brasil produziu 50 mil toneladas de pimenta seca, colhidas em 22.912 hectares (ha), com produtividade média de 2,19 kg/ha.
 
- O mapa da pipericultura nacional aponta o Pará como o maior produtor brasileiro, com cerca de 80% da produção. O Espírito Santo ocupa o segundo lugar, com 10% da produção. Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, juntos, detêm os outros 10%.

- O município brasileiro campeão na produção de pimenta-do-reino é São Mateus, localizado no norte do Espírito Santo, região que abriga o polo estadual da pipericultura, onde também são expressivos os municípios de Jaguaré, Linhares e Nova Venécia.

- Segundo dados fornecidos pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural - Incaper, a produção de pimenta-do-reino no Espírito Santo cresceu 10% de 2006 até 2011, chegando às atuais 8.421 toneladas/ano produzidas em 2.308 ha. A pimenta-do-reino é o terceiro produto do PIB capixaba.

Matéria publicada na 34ª edição (Out/Nov 2011) da revista ProCampo
por Izabel Drulla Brandão
Jornalista, Analista da Embrapa Amazônia Oriental, Belém, PA.
izabel@cpatu.embrapa.br


Edições Anteriores

23.09.2014 - 12 de outubro. Dia do Engenheiro Agrônomo

23.09.2014 - O mosaico do mamoeiro e o mamão de quintal

23.09.2014 - Parasitos: Importantes vilões da produção pecuária

23.09.2014 - Três cultivares de café conilon são protegidas pelo Incaper

23.09.2014 - A certificação fairtrade no café


 voltar  |  topo  |  home

Publicidade

 


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!


Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/exibir.php on line 9
Anuncie Aqui!

 

Parceiros

 

    Warning: date(): It is not safe to rely on the system's timezone settings. You are *required* to use the date.timezone setting or the date_default_timezone_set() function. In case you used any of those methods and you are still getting this warning, you most likely misspelled the timezone identifier. We selected the timezone 'UTC' for now, but please set date.timezone to select your timezone. in /home/storage/f/f6/ff/revistaprocampo/public_html/estrutura/banners/parceiros.php on line 9
  • Midas
  • Cooabriel
  • Incaper
  • Seea
  • Senar
  • CCA-Ufes
  • Cedagro
  • Defagro

Revista ProCampo - A Revista do Agronegócio Capixaba

Endereço: Rua Vinte e Dois de Abril, 09 - B.N.H. - Linhares/ES - 29902-180

Telefone: (27) 3373-3424 // 9984-5808

Email: procampo@revistaprocampo.com.br

"Criando sua empresa na internet"