Revista ProCampo - Uma Leitura Produtiva

 

 
de 2017.   51ª Edição (Agosto/Setembro)  
Publicidade

Anuncie Aqui!

Notícias

 

15.03.2012 - 15:19

Conilon certificado

Em Linhares, ES, está localizada a Fazenda Modena, a primeira propriedade certificada de café conilon do Brasil

Diante do crescimento e da importância da cafeicultura para a economia nacional, torna-se prudente a adoção de sistemas produtivos baseados na sustentabilidade. O conceito clássico de atividade sustentável pressupõe o que se convencionou chamar de triple bottom line e que compreende três vertentes: a social, a ambiental e a econômica.

Em Linhares, ES, a Fazenda Modena localizada às margens da Lagoa Nova se tornou a pioneira na produção certificada de café conilon do Brasil.
 
A certificação é um dos caminhos para modernizar a atividade, e, consequentemente, atender mercados exigentes e elevar os preços do grão para o cafeicultor. Assim, desde 2010 a Modena implantou a Certificação Rainforest Alliance – RAS (Rede de Agricultura Sustentável) e este ano a Utz Kapeh.

Um selo de certificação passa para o consumidor a “mensagem” que a origem daquele produto obedeceu um conjunto de normas. O processo de adequação, visando a melhoria da propriedade como um todo, passou por várias etapas. Com parceria junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar – e empresas privadas, foram realizados cursos de capacitação e atividades referentes ao processo produtivo de café a fim de atender os protocolos de certificação.

Itens como produtos registrados para a cultura, registros (anotações) de todas as atividades executadas, cumprimento da legislação trabalhista e ambiental (outorga d’água), Reserva Legal e APPs são normas primordiais para o alcance da certificação e de grande eficiência no sistema de gerenciamento.

As auditorias são realizadas anualmente e a cada 3 anos é renovada a certificação. O custo para adequação da propriedade às normas é de aproximadamente 5% quando comparada a uma propriedade convencional.

Inserção do conilon no mercado

Raimundo de Paula Soares Filho, proprietário da Modena, explica que o mercado de cafés certificado não está apenas na cafeicultura de arábica e que as torrefadoras buscam no conilon um café de alta qualidade sensorial e de sustentabilidade na produção e no manuseio do produto. Para isso, a propriedade instalou um despolpador para agregar mais valor ao produto final, separando todo tipo de café cereja de cafés verdes e secos.
“Utilizamos secadores com método de queima indireta, onde inibe o cheiro de fumaça gerada pela lenha e/ou palha”, finaliza Raimundo.

Hoje, grande parte da linha de produtos de cafeterias e marcas de cafés são produtos certificados, entre eles destacam-se: Rainforest Alliance, Fairtrade ou Utz Kapeh. Todo esse cenário que atende aos aspectos sociais, culturais, ambientais e econômicos culminam em um café de alta qualidade em classificação sensorial, que em breve estará presente nos melhores blends de cafés ao redor do mundo.

Artigo publicado na 36ª edição (Fev/Mar 2012) da revista ProCampo
por Eng.Agr. Diego Fanchiotti Del Caro
diegofanchiotti@yahoo.com.br

 

 


Edições Anteriores

23.09.2014 - 12 de outubro. Dia do Engenheiro Agrônomo

23.09.2014 - O mosaico do mamoeiro e o mamão de quintal

23.09.2014 - Parasitos: Importantes vilões da produção pecuária

23.09.2014 - Três cultivares de café conilon são protegidas pelo Incaper

23.09.2014 - A certificação fairtrade no café


 voltar  |  topo  |  home

Publicidade

 

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

Anuncie Aqui!

 

Parceiros

 
  • Cedagro
  • Defagro
  • Midas
  • Cooabriel
  • Incaper
  • Seea
  • Senar
  • CCA-Ufes

Revista ProCampo - A Revista do Agronegócio Capixaba

Endereço: Rua Vinte e Dois de Abril, 09 - B.N.H. - Linhares/ES - 29902-180

Telefone: (27) 3373-3424 // 9984-5808

Email: procampo@revistaprocampo.com.br

"Criando sua empresa na internet"